4 Técnicas para memorização do aprendizado

Pesquisas indicam que as pessoas lembram somente de 10% do que aprendem. E os demais 90% são esquecidos de modo rápido, logo após o aprendizado.
Em relação à avaliação da própria memória, do que se lembra, segundo estudos científicos, a conclusão é apenas honesta se o indivíduo chegar à constatação que sua memória está mal, bem mal.

Mas a memorização é muito importante no vestibular, nas provas, nos concursos etc. No ensino tradicional, quase sempre é avaliada a capacidade de reprodução do conteúdo, sendo a memória essencial.

Ler e Ouvir não São Suficientes

A melhor forma de aprender, sendo uma das técnicas, é através da discussão em grupo ou ao ensinar o que se está tentando aprender. Isso é fato porque a concentração é muito mais fácil, na situação de conversar com outra pessoa sobre o tema, ou ao explicar o mesmo. Ler ou ouvir o outro falar é muito mais suscetível a distração interrompendo o processo de concentração.

Buscar um Enfoque do Assunto de Interesse

É mais fácil lembrar-se de alguma coisa interessante comparando a algo que não interessa. Por exemplo, quando se gosta de uma determinada matéria, é provável que haja um maior aprendizado do que da matéria que não tem tanta afinidade.

O ideal é tentar encontrar um enfoque no interior do assunto que não interesse muito, um recorte ou abordagem que apresente mais apelo para o gosto pessoal individual. E posteriormente, na vida adulta, se for possível, estudar apenas o que é de interesse, fixando assuntos aprendidos.

Descanso e Momentos Próximos do Sono

É fundamental descansar, fazer pausas entre os estudos. A quantidade de tempo e a forma de parar dependem de cada pessoa, porém uma boa técnica é estudar durante 45 minutos. Este é o período máximo que o indivíduo consegue se focar em determinada tarefa pela média, e então realizar pausa de 15 a 20 minutos, antes de começar novamente. É importante frisar que isto pode variar devendo a pessoa estar atenta aos sinais da própria mente.

Em relação aos períodos, antes de dormir, e logo ao levantar-se, o estudo nestas horas é uma boa forma de fixação do conteúdo, pelas substâncias químicas liberadas pelo cérebro nestes momentos.

Reflexão Sobre o que Foi Aprendido

A técnica é reservar de 15 a 20 minutos entre cada sessão de estudo para reflexão acerca do que foi aprendido. Esta reflexão relacionada ao conteúdo, que provavelmente vai levar o indivíduo a questionar e correlacionar o aprendizado com situações já compreendidas, também auxilia para fixação das coisas na memória.

Bons Estudos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bolo Integral de Maçã e Nozes

Bailey Irish Cream Cheesecake