A importância de uma dieta rica em vitaminas


Todo alimento possui características próprias que os diferem uns dos outros. E essas características estão relacionadas à quantidade de macro e micronutrientes que possui.

Os macronutrientes são os maiores componentes presentes no alimento, indispensáveis ao nosso organismo. São eles os carboidratos, proteínas e lipídios.

As vitaminas, que fazem parte dos micronutrientes, assim como os sais minerais, e são fundamentais para o bom funcionamento e equilíbrio do nosso corpo.

Os sais minerais também são muito importantes para a manutenção do nosso organismo. São exemplos: fósforo, cálcio, potássio, selênio, zinco, entre outros, que falarei em um próximo post.

Prestar atenção ao consumo de vitaminas é quase uma tradição. Nossos avós, por exemplo, sempre falavam para comermos laranja porque tem vitamina C e é um santo remédio para a gripe, não é mesmo? E eles não estavam errados!

Embora as vitaminas sejam substâncias essenciais ao organismo, à maioria dos animais não consegue produzi-las em quantidade suficiente, ou não as produz. Por esse motivo, a ingestão de alimentos que as contenham é necessária.

As vitaminas podem ser classificadas em dois tipos: hidrossolúveis e lipossolúveis.

– Hidrossolúveis (B, C, H): são solúveis em água e absorvidas pelo intestino e transportadas pela circulação. Por não serem acumuladas no organismo, precisam de ingestão diária, já que são eliminadas pela urina.

– Lipossolúveis (A, D, E, K): precisam de gorduras para ser absorvidas e são acumuladas pelo organismo.

Abaixo o quadro com as principais vitaminas, suas fontes, funções e deficiências.





A vitamina D pode ser conseguida de forma endógena também, através da incidência solar sobre a pele, ajuda a sintetizar a vitamina D3. Especialistas garantem que pegar sol por cerca de 10 minutos cerca de três vezes na semana já é o suficiente para manter as doses de vitamina D no nosso organismo.

Um fator que devemos prestar atenção é  o excesso de vitaminas, chamado também de hipervitaminose, que  pode nos fazer mal. Por isso, a ingestão de suplementos vitamínicos deve ser sempre orientada, para que não ocorra a sobrecarga desses nutrientes.

Como encontramos as vitaminas em todos os alimentos, uma dieta equilibrada é o melhor meio de nos nutrirmos e termos saúde plena.

É importante lembrar que as necessidades vitamínicas variam de acordo com alguns fatores como: sexo, idade, peso, altura, necessidades calóricas, além de estados fisiológicos como gravidez, lactação, entre outros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bolo Integral de Maçã e Nozes

Bailey Irish Cream Cheesecake